Clube do Terror: The law of the Yama

Oi, pessoal! Bem-vindos a mais um Clube do Terror! Nesse adorável sábado, vocês vão conhecer um manhua no estilo webcomic (aquela tira longa e danada de legal de ler).

Em outras notícias, contratei um host para que o blog suba um degrau na vida. Em breve (talvez só na semana mesmo) o blog vai ser migrado do wordpress (.com) para o wordpress (.org) então estejam preparados, ok?

Para o pessoal do Amino, continue acompanhando as postagens onde preferir! Toda visita me ajuda <3 eu tenho meu blog faz três anos e ele me faz muito bem, por isso se quiser apreciar meu trabalho na fonte, vou adorar! Outra coisa importante é:  Caso você veja alguém com um nick parecido ou igual compartilhando meus posts fora das comunidades que irei citar, denuncie! Plágio é crime <3

As comunidades das quais participo podem ser encontradas no menu lateral direito!

Informações

Título original: 阎王法则
Tipo: Manhua
Volumes e capítulos: 14 capítulos PdO, 4 capítulos online
Status: Andamento
Demografia: Seinen
Gêneros: Drama, horror, mistério, psicológico
Mangaká: BING
Ilustração: Mo Fei
Ano: 2017
Editora: 新漫画
Link do manhua no Anime-Planet

Sinopse

Zuo Hui é um adolescente bem introvertido que por pressão da mãe, precisa garantir uma boa universidade para garantir um bom futuro, mas ele prefere fazer outras atividades como trabalhar e ajudar nas despesas da casa, já que sua mãe apesar de ter faculdade, está trabalhando de qualquer coisa para viver. Depois de um acidente misterioso numa chuvarada, Zuo Hui acorda em uma sala com outras pessoas, todas com números na cabeça e cordas no pescoço.

Roll the die!

Poucas coisas podem ser tão aterrorizantes quanto acordar num local sem muitas memórias do que ocorreu, com estranhos ao redor e uma corda no pescoço. Para piorar a situação, um ser estranho aparece dizendo que é hora de jogar os dados e decidir se você vive ou morre! Sem piedade, sem segundas chances. Nos poucos capítulos que temos disponíveis, podemos apreciar o desespero de uma for bem pura e sentir no nosso pescoço uma corda cujo o nó só fica mais apertado quanto mais tentamos nos soltar (fez a relação?).

Existem várias coisas que me deixaram animada com essa leitura: totalmente colorida, tiras preservadas onde eu li, fluidez e veracidade. Ok, tirando a parte de um ser estranho e sobrenatural aparecer, vamos focar nas pessoas presas naquela estranha sala. Todas elas têm problemas muito normais, algumas nem problemas realmente tem, mas de algum jeito algo horrível e deveras irreversível aconteceu com elas na noite de enchentes causada pelas fortes chuvas e sabe-se lá se eles tem alguma conexão um com outro, mas nenhum deles é de fato, uma boa pessoa por completo, nem mesmo nosso protagonista por mais que ele possa parecer.

Suicídio, auto destruição, pouco caso com a vida, falta de senso comum e morais são algumas coisas que o leitor pode observar nos personagens iniciais. Apesar deles não terem tempo para se desenvolver ou sequer deixar uma marca relevante, é preciso bastante atenção, pois enquanto tudo acontece muito rápido numa espiral de desespero, existem dicas dadas pela ilustração que não podemos perder de vista. Law of the Yama é um manhua que necessita de sua total atenção, lhe convidando a mergulhar em um mundo onde um dado decide o seu futuro (inicialmente pelo menos). Enquanto observamos os personagens com atenção nas suas horas mais desgraçadas, a história vai nos envolvendo com seus braços e vamos nos ambientando a ela, esperando, sendo instigados e tragados para aquele redemoinho. Não é fácil fazer um personagem chamar atenção de um leitor simplesmente com expressões e gestos corporais, geralmente fazemos tudo na vida correndo, então na hora de ler acabamos rolando rapidamente na expectativa criada pela trama, mas os personagens de law of the Yama que participam deste primeiro momento vão lhe dizer muito mais com seu corpo do que com palavras.

Acredito que o manhua tem muito potencial e espero ter ao meu alcance mais capítulos traduzidos em breve. O que parece ser o centro da curiosidade do leitor é justamente o que existe depois do jogo, já que quem leu já sabe o resultado dele, agora ficamos maquinando o que vai acontecer e quais as possíveis relações das tragédias de uma noite chuvosa.

Se você procura uma leitura cheia de detalhes e expectativas, com uma arte bela, porém, não em um estilo totalmente polido, por favor pesquise no seu leitor favorito o título e me conte depois se você também se sentiu pendurado por um fio! Qual é a sua real vontade de viver e o que está disposto a passar por isso?

Tenha um ótimo sábado e até a próxima!

Esta entrada foi publicada em Clube do Terror, Resenha e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.