Resenhando: Misoshiru de Kanpai!

Olá, devoradores! Essa semana resolvi pegar mais leve na leitura de quinta que assim eu consigo ler mais coisas físicas para o blog!

A obra de hoje é uma leitura bem tranquila para se fazer de estômago cheio!

Informações

Título original: 味噌汁でカンパイ!
Tipo: Mangá
Volumes e capítulos: 5 volumes PdO, 21.5 capítulos online
Status: Andamento
Demografia: Shounen
Gêneros: Comédia, romance, slice of life
Mangaká: Sasano Sai
Ilustração: Sasano Sai
Ano: 2015
Editora: Shogakukan
Serializada em: Gessan
Link do mangá no Anime-Planet

Sinopse

Zenichirou é um garoto que cresceu sem mãe e com um pai que está sempre viajando a trabalho, então tem o terrível costume de pular o café da manhã, mas sua amiga de infância e vizinha, Yae, não pode suportar ver seu amigo desse jeito! Ela decide então que  vai cumprir a promessa de estar sempre ao lado de Zenichirou sendo sua mãe, isso mesmo! Yae passa a fazer café da manhã para  Zenichirou todos os dias, como uma boa mãe faz.

Educativo e leve

Misoshiru como você pode imaginar, fala muito de sopa de miso. A trama toda gira em torno dos tipos de sopa de miso que Yae aprende a preparar, da importância desse prato para o Japão e outras mil e umas curiosidades e informações muito educativas e interessantes sobre miso, mas o roteiro também nos leva em uma jornada levemente dramática sobre as vidas de Zenichirou e Yae e o quanto os dois amadurecem durante esses cafés da manhã que ela prepara. Enquanto Yae é uma garota sem noção dos sentimentos de Zen, ele por sua vez gostaria que essa experiência de ser mãe dele fosse mais algo como namorada Enquanto os dois vão amadurecendo, o leitor vai aprimorando seus conhecimentos sobre os quase infinitos tipos de sopas de miso.

Mangás que abordam culinária de algum modo já são um pouco tentadores para essa humilde blogueira que fica babando em comidas 2D, mas em Misoshiru ainda temos a oportunidade de aprender realmente muito sobre a preparação, acompanhamentos, combinações e origens e épocas de certos alimentos. A culinária japonesa é sem dúvidas de dar água na boca e o mangá deixa os leitores morrendo de vontade de comer tudo aquilo apresentado em suas páginas, mas o melhor ainda é que tudo é possível de ser feito se você pode adquirir os ingredientes!

O teor educacional dessa obra poderia de algum modo fazer a parte slice of life ser totalmente sem desenvolvimento dos personagens, com apenas os dias passando na rotina dos dois, mas felizmente nem por ser tão profundo na sopa de miso que o lado leve, romântico e dramático do mangá se perde. É possível nos apegarmos aos personagens e suas distintas personalidades, darmos boas risadas, nos comovermos com seus dramas pessoais e criarmos expectativas para o possível casal. O teor de romance no entanto, é muito leve. O mangá procura mostrar a importância de laços familiares sempre relacionando com o café da manhã como a refeição mais importante do dia e o quanto é indicado que você tenha essas e outras refeições, cercados de pessoas que você ama e te amam de volta e por isso que o romance dos protagonistas vai se desenvolvendo de modo lento, mas muito gostoso de acompanhar! Como eles são bem jovens e é o primeiro amor de ambos, além de serem amigos de infância, é tudo muito interessante, devagar e deveras inocente, bem do jeito que torna mais divertido de ler! Quer uma curiosidade interessante? Apesar de Yae não conseguir identificar e realmente admitir que está apaixonada pelo seu melhor amigo, ela acaba sabendo que um dos modos mais tradicionais e apaixonados de se pedir alguém em casamento é dizer que gostaria de comer sopa de miso com essa pessoa pelo resto da vida. As reações dessa adorável personagem a essa e outras coisas que aparecem na história são impagáveis!

A arte do mangá é muito bonita tanto para a comida quanto para os personagens. Apesar da autora admitir que esquece alguns detalhes em alguns quadros por falta de atenção, isso não chega a estragar a sequência dos quadros e nem a tirar o foco da leitura. Além de ter um belo traço, o mangá mostra que as pesquisas feitas pela autora são bem pé no chão, com dados concretos que quando são desatualizados ou nem tão exatos assim contém um aviso dela mesma em notas na página.

Se você quer acompanhar um slice de culinária bem gostoso e aconchegante de ler ou se você quer conhecer mais e praticar diferentes tipos de sopa miso, um dos pratos que é bem típico do Japão, então por favor, acompanhe Misoshiru de Kanpai!

Obrigada por acompanharem mais uma resenha e vejo todos vocês no sábado para o clube do terror!

Esta entrada foi publicada em Mangá, Resenha, Resenhando e marcada com a tag , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.