Clube do Terror: Muma no Kikou e Gentsuu Yashiki

Olá, devoradores! Isso mesmo, para o Clube do Terror de hoje eu vou falar sobre dois one-shots do mestre Ito. Já vou tratar de dois por serem bem curtos e não ter muito o que dizer sobre sem ficar enrolativo ou correr o risco de spoilar vocês, então não esperem uma postagem longa dessa vez.

Informações – Muma no Kikou

Título original: 夢魔の紀行
Tipo: Mangá
Volumes e capítulos: 1 capítulo PdO e online
Status: Andamento
Demografia: Josei
Gêneros: Horror, mistério
Mangaká: Junji Ito
Ilustração: Junji Ito
Ano: 2018
Editora Japonesa: Asahi Shimbunsha
Revista Japonesa: Nemuki+
Link do mangá no Anime-Planet

Sinopse

Uma jovem garota se encontra caminhando em um campo aberto, observando um estranho fenômeno no céu, quando é abordada por um rapaz que diz que todos no vilarejo estavam a sua espera.

Cabelos de anjo?

Não tem muito o que dizer sobre a trama fora a sinopse. Como algumas das obras de Ito, essa também traz o clima de paranóia e a sensação constante de que algo muito ruim e muito errado está acontecendo, mas claramente tudo parece errado nesse vilarejo onde uma chuva violenta do que os cidadãos chamam de cabelos do Lorde Amagami está acontecendo, pois uma estranha profecia está para ser cumprida e essa jovem desempenha um papel de suma importância nisso.

Mais uma vez, Ito aborda cultos religiosos sempre retornando a época em que o catolicismo foi uma religião proibida no Japão e as inúmeras histórias macabras que isso gerou e mais uma vez nosso mestre consegue trazer em poucas páginas figuras perturbantes e um enredo que faz o leitor ter a sensação que leu algo muito maior e mais profundo do que o número de páginas mostra, mas essa é uma das qualidade de Junji Ito, suas obras apresentam uma profundidade e um trabalho de conexão com o leitor muito forte unindo seu traço extremamente marcante que só fica melhor com o passar dos anos, com suas ideias mirabolantes e sinistras, que começam e terminam assim, num piscar de olhos.

Muma no Kikou também chamou minha atenção por ser mais uma de suas obras que foi publicado na demografia Josei, ou seja, tendo como público-alvo jovens mulheres a adultas. Apesar de só termos o primeiro one-shot dessa nova antologia, é sempre satisfatório para a autora desse post ver um horror voltado ao seu público mais clássico. Aos curiosos, em nada prejudica a história.

Informações – Gentsuu Yashiki

Título original: 幻痛屋敷
Tipo: Mangá
Coleção: Shibito no Koiwazurai
Volumes e capítulos: Oneshot
Status: Completo
Demografia: Seinen
Gêneros: Drama, horror
Mangaká: Junji Ito
Ilustração: Junji Ito
Ano: 2011
Editora Japonesa: Asahi Sonorama
Revista Japonesa: Nemuki
Link do mangá no Anime-Planet

Sinopse

Em um novo emprego inusitado em uma casa escura, com todas as janelas fechadas com tijolos, um jovem rapaz precisa ajudar a tomar conta das fortes dores de um garotinho.

Dor fantasma

Novamente, não existe muito mais a se comentar sobre a trama num geral, já que esse é outro one-shot que faz parte de uma coleção diferente da do primeiro, mas que resolvi trazer isolado (não iria falar dos outros 9 capítulos de outras histórias na mesma postagem).

Koseki estava desempregado e quando soube de uma oportunidade de emprego com moradia, se jogou com tudo. Sem saber muito sobre as especificaçõe do seu trabalho e precisando muito do dinheiro, ele acaba se aproximando de uma mansão estranha totalmente selada com tijolos no lugar das janelas e uma porta pesada de aço. Apesar de tudo parecer muito suspeito, nosso protagonista segue no seu mais novo emprego: cuidar das dores no corpo de um garotinho, mas ele não está sozinho! Como o menino sente muita dor, é necessário uma equipe inteira que se comunica a distância, já que as dores do garoto ocorrem em várias partes da casa. Isso mesmo, suas dores podem ocorrer nas paredes, em algum local no ar ou até dentro de algum armário.

Essa é uma daquelas história de Ito onde a tensão vai acumulando a cada página virada e o leitor pode até jurar que sente-se sufocado com a maneira que a narrativa é conduzida, com o traço marcante e sempre assombroso do autor acompanhando as dores terríveis e as condições de trabalho peculiares nas quais as pessoas nesta casa vivem, em um ambiente totalmente claustrofóbico.

Apesar de curta, é uma leitura satisfatória e medonha, como devem ser as leituras desse mestre.

Para quem não conhece Junji Ito, recomendo começar a ler suas obras mais clássicas como Gyo, Uzumaki e Tomie e depois partir para os one-shots que mais tarde formam antologias e coleções do autor. Ito entrega um terror que nos remete a autores da literatura clássica de ficção e terror, como H.P Lovecraft e é sempre uma viagem ao desconhecido muito agradável que pode deixar seus leitores com uma pulga atrás da orelha.

Por puro acaso, esse one-shot saiu numa revista Seinen, então é interessante observar a direção e diferenças que o mesmo mangaká pode ter dependendo do seu público pretendido, mas não que seja algo para se levar ao pé da letra, ok? A demografia não é uma proibição, afinal de contas.

Espero que tenham gostado dessa breve descrição das obras de Ito e tenham certeza que se não ficou bem entendido no decorrer dessa postagem, essa pobre autora ficou muito tensa e satisfeita lendo esses one-shots de um dos seus mangakás favoritos do gênero!

Vejo vocês semana que vem em novas postagens!

Esta entrada foi publicada em Clube do Terror, Resenha e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.