Leituras da meia-noite: Oku-san

Olá, pessoal! Nos últimos dias estive lendo o mangá do título em uma busca por mangás smut interessantes e vim contar minha experiência com Okusan!

O mangá está atualmente em andamento com 93 capítulos disponíveis online e updates regulares, então teve muita coisa rolando para que eu possa formar uma opinião sobre.

Informações

Título original: おくさん
Tipo: Mangá
Volumes e capítulos: 14 volumes, 93 capítulos
Status: Andamento
Demografia: Seinen
Gêneros: Comédia, ecchi, slice of life
Mangaká: Ooi Masakazu
Ilustração: Ooi Masakazu
Ano: 2008
Editora Japonesa: Shonen Gahosha
Revista Japonesa: Gekkan Young King e Young King Ours GH
Link do mangá no Anime-Planet

Sinopse

Kyouko Okita é uma dona de casa com corpo extremamente voluptuoso que se mudou recentemente com seu marido. O leitor pode acompanhar Kyouko enquanto se ajusta ao novo bairro, conhece novas pessoas e vive situações engraçadas e embaraçosas.

A vida de uma dona de casa

Há quem pense que ser dona de casa é barbada, que é só ficar de pernas pra cima esperando o tempo passar, mas é um trabalho não remunerado diretamente e que geralmente ninguém vai te agradecer por fazer. Em Okusan, temos a protagonista Kyouko que ama ser uma dona de casa muito dedicada, dando sempre do bom e do melhor para o seu marido, que chama de Daa-san sempre. Um casal muito apaixonado com um fogo infinito que realmente aprecia a companhia um do outro, mesmo depois de seis anos de casamento, não tem filhos ainda e vive uma vida confortável. A história centra no quanto esse casal que parece saído de uma fantasia absurda, se ama e se dá bem enquanto Kyouko é desenvolvida com amizades, interações com as filhas das vizinhas e outras pessoas.

A obra é bem tranquila e não possui grandes reviravoltas ou momentos dramáticos. Oku-san, como Kyouko mesmo se chama, é uma mulher de trinta e dois anos buxom (seios enormes) e que vive feliz com seu daa-san (o marido sem rosto e quase sem falas). Kyouko passa pelo menos nove horas por dia sozinha e entre lavar, limpar e arrumar a casa, ela também precisa fazer compras e claro, se divertir um pouco. No decorrer da história ela conhece outras moradoras do mesmo prédio que frequentam uma academia e logo ela mesma se junta a elas com o objetivo de ficar mais bonita e vigorosa para seu amado marido. Suas amigas todas estão na casa dos vinte quaase trinta e são casadas, mas acham incomum que Oku-san seja apaixonada por seu marido, faça sexo com ele e realmente goste de ficar perto dele, um ponto muito comum sobre casamentos que também deixa essa leitura perturbada, afinal como Oku-san mesmo diz…pra que casar se você não gosta de ficar com a pessoa e cuidar dela, né?

O mangá aborda bastante a vida sexual do casal principal e como ela difere de outros casais, recheando suas páginas de cenas eróticas, mas principalmente com problemas diários que Kyouko enfrenta por conta dos seios exagerados e o quanto isso parece perturbar as pessoas de forma cômica.

Sendo um borderline H (ish, pelo menos eu acho que é), não existem cenas de sexo explícitas em oku-san, mas é completamente possível entender tudo que se passa no quarto com aquele casal. A dedicação de Kyouko vai muito além do que demonstrar seu amor com comida, casa arrumada e roupa lavada. Ela sempre tenta satisfazer (e ser satisfeita) ao máximo pelo seu marido e bem, é pra isso que casamento serve 😉

Os personagens não são muitos, mas são diferentes com histórias distintas e maneiras de amar diferentes também, afinal, nem todo mundo pode ser a Oku-san ~ mas todos os personagens sejam donas de casa, mães ou as crianças são bem carismáticos e envolventes e proporcionam ótimos momentos na obra.

Oku-san não deixa de ser uma idealização de esposa e marido. O traço do mangá também colabora para essa fantasia do corpo feminino (e também do masculino), mas sinceramente não chega a incomodar durante a leitura. Claro que o corpo dela é desproporcional, mas o traço não perdeu a beleza e leveza dos momentos por isso e não deixa a decepcionar nas cenas mais quentes.

Oku-san é realmente uma obra que encanta pela simplicidade de roteiro e mensagem que passa, além de aproveitarmos muitas cenas comprometedoras com o corpo de Kyouko, então sem mais a dizer, espero que você feche a porta e confira esse mangá maravilhoso!

Se está procurando por uma história leve e picante com uma esposa tremendamente dedicada ao seu marido (e vice versa), comece a acompanhar Oku-san, que mesmo tendo capítulos curtos, achou um lugar na minha estante virtual ~

Vejo vocês na próxima postagem!

Esta entrada foi publicada em Leituras da meia-noite, Mangá, Postagens, Resenha e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.