Resenhando: Let’s Play

Oi, pessoal! Neste domingo eu mal acordei e resolvi fazer logo essa resenha. Pra tirar o tédio e a tristeza que o domingo trás, eu vou falar sobre a minha experiência com Let’s play, um webtoon maravilhoso!

Informações

 

Título original: Let’s Play
Tipo: Webtoon/webcomic
Volumes e capítulos: 70 capítulos
Status: Andamento
Gêneros: Romance, drama
Temas: Rede social, indústria de games, vizinhos
Mangaká: Mongie
Ilustração: Mongie
Ano: 2017
Distribuidora oficial: LINE Webtoon
Link do webtoon no Anime-Planet

Sinopse

Sam Young é uma garota dedicada ao seu trabalho diurno, mas sempre que tem um tempo livre, está se dedicando ao seu real sonho de ser uma desenvolvedora de jogos bem sucedida. Com seu primeiro jogo na plataforma de games digitais, Sam espera que as pessoas reconheçam seu trabalho com Ruminate, um jogo indie cheio de mecânicas diferentes, mas tudo vai por água abaixo quando o youtuber Marshall Law faz um review muito negativo do seu jogo e seus fãs bombardeiam sua página com comentários negativos, a tirando da plataforma e enterrando seus sonhos. Agora Marshall é seu novo vizinho e Sam precisa lidar com muitas coisas novas em sua vida.

> 1 player
   2 players

> Start!

Essa sinopse diz bem o grosso da história. O youtuber Marshall Law, que não sabia jogar o jogo dela direito por nem ter se dado ao trabalho de ler a introdução dele, acabou afundando grandiosamente o tão amado objetivo pelo qual Sam estudou e se dedicou por todos os anos de sua vida, mas a história, apesar de contar com muitas referências a games, animes e memes, não é só sobre isso. O leitor pode acompanhar um drama ‘nerd’, se assim preferir chamar, onde podemos ter uma ideia do que existe por trás dos vídeos de pessoas famosas, seus problemas psicológicos, como eles lidam com isso e como lidam com fãs e toda aquela coisa que vem com o reconhecimento.

Se por um lado vemos isso, temos também Sam, que por alguns motivos não tem confiança nenhuma em si e sofre também de uma grave ansiedade. Ela tem um emprego estável, colegas que gostam dela, interesses românticos, amigos fora do serviço e sua paixão com desenvolver jogos, mas não está pronta para lidar realmente com 90% dessa sua vida. Para Sam, seu jogo Ruminate é extremamente precioso, interesses românticos são um grande não pela tremenda vergonha e desconforto em conjunto com pensamentos negativos (apesar dela ter sentimentos românticos também) e coisas simples podem acabar sendo muito difíceis pra ela, como confrontar o youtuber que arruinou seu jogo e agora é seu vizinho, ou lidar com seu gerente Charles, um homem perigosamente belo e estranhamente interessado em Sam. Fora isso, também podemos acompanhar uma mensagem importante: o valor da amizade que sai de dentro de um jogo para o resto de sua vida, já que Sam faz parte de uma guild de um famoso MMORPG e todos ali cuidam um do outro como se fossem família, se encontram, conversam e se divertem muito também.

Let’s play tem tantas coisas para dizer, mas basicamente é esse o plot que o leitor vai acompanhar. Muito além de apenas videogames, temos pessoas de verdade cada um com sua situação peculiar que não podemos mentir, infelizmente, estão ficando mais comuns a cada dia. Dizer exatamente quem tem o que e passou pelo que seria estragar totalmente a experiência dos meus leitores, por isso só posso dizer que a maneira com que essas situações são mostradas é bem crível, palpável e de fácil entendimento. A comunicação que a autora cria tanto no seu enredo quanto visualmente com sua arte é fantástica e envolve o leitor completamente em pouco tempo, mexendo com seu coração, morais, visão do mundo e claro, a visão de outras pessoas. Um dos pontos destacado pela autora é que esse webtoon contém sim romance, mas não é seu foco principal. Tanta coisa ocorre que ela mesma pede que as pessoas que lêem vejam além dos possíveis relacionamentos românticos e apreciem a tonelada de outros conteúdos que sua obra apresenta.

Falando na arte, ela é incrível! Pra quem não sabe, webtoons são (99,9%) totalmente coloridos, o que já adiciona um trabalhão e enquanto a autora não é tão dedicada a cenários de fundo como vemos com muitos mangakás, seus personagens tem uma arte cativante, desenvolvida e lindíssima! Suas expressões são tocantes e principalmente os momentos tensos onde eles externam de leves a graves sintomas de seus sentimentos são muito bem representados em painéis maiores e com os emotion-kun, nome dado aos bonecos que aparecem com o nome de um sentimento na sua cabeça para sinalizar quando esse tal sentimento está afetando grandemente o personagem, fazendo com que o leitor possa ter uma clara visão dos sentimentos alheios e um reflexão a trazer para fora dos painéis sobre empatia. Para auxiliar sua bela arte, o webtoon conta com algumas poucas partes animadas e também uma trilha sonora de cair o queixo, super linda e compatível com sua temática!

A obra conta com outras críticas atuais na sociedade que podem ser muito atrativos a jovens leitores também. Um pouco de tudo que acontece no mundo dos games, cosplay e vida adulta está incluso no pacote que se chama Let’s play e se você ainda não chegou nessa fase, não se preocupe que não é uma leitura exclusiva, pode ler sem medo que vai conhecer uma história tocante, engraçada e envolvente.

Quanto ao local para ler, indico sempre a plataforma oficial nesse caso, que é o LINE webtoon, não é paga e é legalizada. Além dali, não se esqueçam de conferir o site do LINE webtoon onde tem as traduções em diversos idiomas (feitas pelos fãs, oficialmente aprovadas pela LINE) e felizmente a tradução PTBR está a todo vapor no último capítulo que foi lançado. Não se preocupe quanto a perder animações ou música nos capítulos que como o site é oficial, está tudo lá! Se quiserem ler em PTBR só clicar aqui

Fiquem também o trailer animado da LINE Webtoon dessa obra incrível pra terem um gostinho~

E é isso, espero que tenham curtido esse texto sobre a minha experiência com Let’s play. É um dos meus webtoons favoritos atualmente, fico ansiosa por um novo capítulo e mergulhei de cabeça na trama!

Vejo vocês na próxima postagem~!

Esta entrada foi publicada em Resenha, Resenhando, Webcomic e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.